Review: "Bloodshot" transforma HQ em um filme de ficção científica com muita ação. Confira!

12. março 2020 12:00 | Texto por Douglas Lemos

Vin Diesel está de volta às telonas, dessa em vez em “Bloodshot”, filme do Universo Cinematográfico da Valiant, no papel de um ex-soldado com poderes especiais, entre eles o poder de regeneração. Logo no início do longa, Ray (Vin Diesel) vê sua esposa ser assassinada e logo em seguida também é assassinado pela mesma pessoa, porém o que ele não esperava era ser ressuscitado e aprimorado com nanotecnologia, desenvolvendo alguns tipos de super poderes. Apesar de tudo isso apagar sua memória, em um momento específico ele acaba se lembrando de como morreu e é aí que se inicia sua busca pela vingança.

Antes mesmo da sua estreia, “Bloodshot” já vem acertando com o fato de ter Vin Diesel no papel principal, principalmente pelo fato de já ter uma certa garantia de sucesso pelo menos nas bilheterias. Outro ponto que pode favorecer o filme, é que a história é baseada em uma história em quadrinhos, algo que também costuma levar uma quantidade considerável de pessoas aos cinemas. Mas claro que para que o filme seja um verdadeiro sucesso, tudo isso precisa ser traduzido em uma boa adaptação do HQ para as câmeras e também um bom desempenho de toda a equipe. Algo que sim, acontece!

O filme já se inicia com muita ação para aqueles que adoram cenas do tipo, mas consegue uma história consistente para que não cometa o pecado de muitos filmes desse gênero que acabam só em pancadaria sem pé nem cabeça. Logo em seguida, fãs de quadrinhos irão se lembrar de "Capitão América" (2011), com o também soldado Ray Garrison recebendo poderes especiais e aí sim, após lembrar os acontecimentos de sua morte, partir para uma busca frenética por vingança, que é responsável por manter o bom ritmo do longa.

O diretor Dave Wilson consegue entregar um bom trabalho, não deixando a desejar principalmente nas cenas onde haviam muitos efeitos especiais. Já o roteirista Eric Heisserer, que roteirizou filme como “A Chegada” (2016) e “Bird Box” (2018) e Jeff Wadlow de “Kick Ass 2”, conseguem um desenho de roteiro que captura o espectador para não desistir do filme e querer saber o desfecho do que está sendo assistido, misturando uma história consistente com boas doses de ação, não tornando o filme cansativo em nenhum momento de seus 109 minutos.

Se você curte um filme com muita ação e adrenalina, tenho certeza que irá curtir “Bloodshot” da Sony Pictures, que promete ser uma nova franquia que irá movimentar o mercado de Hollywood.

Comentários:
Aguardem novas promoções

novidades em breve

[Veja mais]

NOME
E-MAIL
BANDA
MÚSICA
 
  • 01.   CPM 22 - Perdas

    02.   Nx Zero - Modo Avião

    03.   Scalene - Surreal

    04.   Fly - Cabelo de Algodão

    05.   Tiago Iorc - Dia Especial

    06.   Luan Santana - Escreve aí

    07.   Banda do Mar - Mais Ninguém

    08.   Efelix - Segundo Plano

    09.   Against the Current - Talk

    10.   Supercombo - Piloto Automático

    11.   Scambo - Roda Gigante

    12.   Foo Fighters - Something From Nothing

    13.   Scracho - Divina Comédia

    14.   Versalle - Verde Mansidão

    15.   Mc Biel - Pimenta

    16.   Instinto - Agradeço ao Rock N' Roll

    17.   Paramore - Last Hope

    18.   Violetta - Euforia

    19.   Theodor - Adeus

    20.   Urbana Legion - Tempo Perdido

107HC, HCNOAR, direitos de imagem, audiovisual, idealização são todos reservados para Rede HCNOAR Produções