Pré-estréia e Review: Aves de Rapina: Alerquina e sua Emancipação Fantabulosa recebe famosos da TV e da internet; Confira!

9. fevereiro 2020 15:06 | Texto por Thais Coronado

Rolou esses dias a pré-estréia do filme da Warner Bros (nossa parça), "Aves de Rapina: Alerquina e sua Emancipação Fantabulosa",  no Cinépolis do Shopping JK Iguatemi, aqui em Sampa. Para apreciar esse filme que foi mega esperado, vários famosos estiveram presentes, entre eles Titi Müller, MariMoon,  Léo Lins, Miro Malacrida convidados da WB e a gente levou uma turma massa também como: Gabriel Jacome,Grazi Alerquina (um dos melhores cosplays da noite), Kerolaine Tu, a modelo Stefanny Milianny, a atriz Renata Marques e o cantor Bruno Zonzini.

Convidados do site HCNOAR, mencionados acima.

E claro que  eu não ia perder essa pré-estréia pra contar tudo pra vocês e posso garantir que foi uma experiência incrível para todos os presentes, além do filme a Warner não deixa de arrazar nas ativações, com painel de fotos para todo lado, inclusive com o sofá da Alerquina e os acessórios, incluindo o casaquinho que faz parte de um dos looks  (muita gente queria levar para o seu guarda roupa, inclusive eu) no longa, que aliás, já já vou citar sobre, tinha até maquiadora e cabeleireiro para deixar a galera caracterizada. O filme está em cartaz oficialmente desde o dia 6 de fevereiro no Brasil. Agora bora conferir um pouco da crítica que preparei.

Leo Lins e Cosplays de personagens do filme.

 

Como o próprio nome já entrega, podemos ver que o filme é dividido em duas e até mais histórias, levando em consideração que tem várias personagens que pegam carona na trama, mas é declarado um filme de Alerquina, a vilã/anti-heroína vivida por Margot Robbie, que finalmente se livrou do embuste do Coringa com quem vivia um relacionamento abusivo e agora precisa provar seu valor em meio à comunidade criminosa de Gotham City. Nas telonas, a personagem teve um certo destaque em "Esquadrão Suicida", tendo essa informação já posso preparar vocês que a forma de contar a história com quadros cortados e apresentação dos personagens sem uma ordem cronológica permanece, eu sei que isso foi alvo de muitas críticas, mas eu consigo enxergar como um jogo do roteirista de prender a atenção de quem está assistindo o filme, tendo que prestar a atenção nos detalhes sem tirar os olhos da tela, então por favor, dê uma chance ao criador. Por mais que isso incomode um pouco alguns críticos de plantão, deixa claro que a forma como é contada a história funciona como raciocínio de Alerquina, "confuso" e "surtado".

Alerquina é odiada por muita gente em Gotham, bastou ficarem sabendo do fim com o namorado temido por todos, que decidiram se vingar da vilã, ai que começa realmente a busca pela sua Emancipação Fantabulosa e luta para continuar viva. A personagem vira alvo de Roman Sionis, interpretado por Ewan McGrego, um burgues safado sedento por poder que usa o nome fantasia de Máscara Negra, que além de querer exterminar Alerquina, busca por um diamante que vale uma fortuna.  

Esse detalhe que acaba reunindo todas as outras personagens do filme, a Canário Negro (Jurnee Smollett-Bell), uma cantora da boate de Roman, a Caçadora (Mary Elizabeth Winstead) tem habilidades de assassina e busca por vingança de quem matou sua família, Renee Montoya (Rosie Perez), uma policíal que luta para mostrar seu valor dentro da delegacia de Gotham e a jovem Cassandra Cain (Ella Jay Basco), uma menina esperta e muito rápida, conhecida por seu dom para roubos e pequenos furtos e fã de Alerquina. Todas elas acabam se unindo por um propósito, salvar suas peles do Máscara Negra e seu capanga Victor Zsasz (Chris Messina). Todos os personagens foram muito bem elaborados, e interagem perfeitamente durante o longa, é engraçado pensar que as heroínas se uniram com uma vilã para se salvarem, mas o que chama realmente atenção é que mostra o poder e união entre mulheres. 

Além de tudo isso que foi citado, vale exaltar certos detalhes que fizeram toda a diferença e deu vida e destaque para o filme. Acertaram em cheio nas cores vibrantes, a loucura dos personagens, muito glitter, muita ação, elementos do filme como a fotografia, que valoriza não apenas as cores da direção de arte, como também traz belos enquadramentos e valoriza alguns movimentos de câmera sutis, mas eficazes. A trilha sonora super pop, que acertaram em cheio em todos os momentos, seja em canções mais melódicas ou nos batidões de balada, o visual do filme, os looks das personagens, inclusive os de Alerquina, que são dignos de palmas. Bom, o filme é só um pontapé do que ainda vem ai de Aves de Rapina, mas Alerquina realmente teve sua emancipação de forma Fantabulosa e surpreendeu muita gente que não estava com grande expectativa.

É isso galera, corre pro cinema e tire suas próprias conclusões, mas não esqueçam de ficar para as cenas pós crédito, rs. 

Assista ao Trailer Oficial de Aves de Rapina: Alerquina e sua Emancipação Fantabulosa:

Todas as fotos foram tiradas do Galaxy S10 Plus em parceria com a Samsung BR.
Comentários:
Aguardem novas promoções

novidades em breve

[Veja mais]

NOME
E-MAIL
BANDA
MÚSICA
 
  • 01.   CPM 22 - Perdas

    02.   Nx Zero - Modo Avião

    03.   Scalene - Surreal

    04.   Fly - Cabelo de Algodão

    05.   Tiago Iorc - Dia Especial

    06.   Luan Santana - Escreve aí

    07.   Banda do Mar - Mais Ninguém

    08.   Efelix - Segundo Plano

    09.   Against the Current - Talk

    10.   Supercombo - Piloto Automático

    11.   Scambo - Roda Gigante

    12.   Foo Fighters - Something From Nothing

    13.   Scracho - Divina Comédia

    14.   Versalle - Verde Mansidão

    15.   Mc Biel - Pimenta

    16.   Instinto - Agradeço ao Rock N' Roll

    17.   Paramore - Last Hope

    18.   Violetta - Euforia

    19.   Theodor - Adeus

    20.   Urbana Legion - Tempo Perdido

107HC, HCNOAR, direitos de imagem, audiovisual, idealização são todos reservados para Rede HCNOAR Produções