Review: Godzilla II: Rei dos Monstros é um super tokusatsu de dois atos.

5. junho 2019 17:13 | Texto por Lucca Magro

A Warner é uma empresa esperta, ressuscitou junto da Legendary Pictures, a franquia de monstros orientais mais amada de todos os tempos: Godzilla! Com um primeiro filme dividindo águas, este segundo filme parece estar bastante fundado em criar situações que aproximem os humanos dos monstros. Mas não poderia ter errado melhor! Mas antes de pensarem que eu detestei o filme, falhou. O grande feito do filme foi ter distorcido a regra: Aqui, os bichões enormes ganham os holofotes e os humanos são apenas formigas tontas correndo em volta. Segue a analise do filme.

Entrando no lado humano, temos um trio de protagonistas: Vera Farmiga encarna uma mãe e especialista nos gigantes, Millie Bobby Brown faz o papel de filha semi rebelde e Mark Russel como o cientista renegado por ter bronca do Godzilla. É isso, nada mais que isso, os outros humanos nos fazem exercitar a atitude blasé com os maiores clichês de filmes de desastre, e todos são dispensáveis (Tirando o Ken Watanabe, eu gosto dele). Mas quem disse que isso é um problema expressivo?

 

Vindo das profundezas, os Titãs encarnam desastres surreais aos olhos, com os efeitos especiais que multiplicam a função da tela do cinema, além de trazer uma personalidade humana para os bichões, eles esbanjam cenas de quebra pau altamente destrutivo que faz a experiencia ser altamente satisfatória (Eh top memo, confia). A função de protagonista é inteira do gigante Godzilla, que passa por uma aprovação do título de Rei dos Monstros quando o grandioso alienígena Rei Guidorah aparece para causar o extremo caos. Tomando partidos, Rodan, o pterodátilo gigantesco adormecido num vulcão, desperta em fúria respondendo os atentos de Guidorah, enquanto a mariposa Mohtra mostra que monstro também ama, voando ao lado de Godzilla. 

 

O final é grandioso, com uma batalha de tirar o folego, mas pode ser considerado uma revelação já dada no subtítulo do filme. Por fim, Godzilla II: Rei dos Monstros parece muito um episódio de Tokusatsu, com dois atos e preparando um arco enorme no futuro, ah, não sabe? Procure mais sobre onde a empresa citada no filme, a Monarch, aparece (Uma dica, é num filme de um gorila gigantesco numa tal de Ilha da Caveira).  

Comentários:
Aguardem novas promoções

novidades em breve

[Veja mais]

NOME
E-MAIL
BANDA
MÚSICA
 
  • 01.   CPM 22 - Perdas

    02.   Nx Zero - Modo Avião

    03.   Scalene - Surreal

    04.   Fly - Cabelo de Algodão

    05.   Tiago Iorc - Dia Especial

    06.   Luan Santana - Escreve aí

    07.   Banda do Mar - Mais Ninguém

    08.   Efelix - Segundo Plano

    09.   Against the Current - Talk

    10.   Supercombo - Piloto Automático

    11.   Scambo - Roda Gigante

    12.   Foo Fighters - Something From Nothing

    13.   Scracho - Divina Comédia

    14.   Versalle - Verde Mansidão

    15.   Mc Biel - Pimenta

    16.   Instinto - Agradeço ao Rock N' Roll

    17.   Paramore - Last Hope

    18.   Violetta - Euforia

    19.   Theodor - Adeus

    20.   Urbana Legion - Tempo Perdido

107HC, HCNOAR, direitos de imagem, audiovisual, idealização são todos reservados para Rede HCNOAR Produções