Review: Aladdin - Disney aposta num clássico que faz seus espectadores voarem num tapete de Nostalgia!

29. maio 2019 10:51 | Texto por Luiz Cirigola

 Receio para alguns, expectativa para outros. Desde que a Disney anunciou que faria a versão Live Action de clássicos da animação Aladdin e Rei Leão, os fãs e amantes de filmes piraram, demonstrando não apenas curiosidade, mas uma grande oportunidade de sentirem apego pelos clássicos novamente! Não me atentarei à história de Aladdin, pois além de ser algo que já conhecemos, os acréscimos colocados para imersão à fantasia seria dizer demais! Mas posso dizer que, Aladdin é sim um filme incrível, gracioso, mágico e extremamente nostálgico!

Na direção, o Diretor Guy Ritchie (Sherlock Holmes, Snatch - Porcos e Diamantes), não deixou a desejar. Famoso por seus aspectos diferenciais na fotografia e montagem, Guy trouxe muita beleza em um cenário Árabe, repleto de cor, sincronização de cenas e referências, se baseando inclusive, na vasta criatividade do gênio do cinema clássico Buster Keaton (fiquem atentos nos primeiros 15 minutos de filme)!

É incrível a fidelidade que o filme tem com a animação. Como um fã do desenho clássico, haviam momentos em que, parecia captar falas dos personagens antes que elas efetivamente acontecessem na cena. No entanto, falando de um remake, procurei deixar esse aspecto de lado e compreender como algo novo e sim, esse poderá ser um aspecto difícil para alguns, mas ir com a mente aberta poderá ser o melhor caminho para mergulhar num lindo filme!

O casal Aladdin e Jasmine, interpretados pelos jovens Mena Massoud e Naomi Scott embelezam e tornam ainda mais fofo o aspecto de contos de fada, mas o que vale mesmo falar é sobre a mais aguardada e curiosa atuação do ano: Will Smith como o Gênio da Lâmpada!

Não devemos esquecer em momento algum a qualidade desse ator. No filme, o mesmo rouba grande parte das cenas, com uma baita atuação, nos remetendo também a nostálgia a lá Fresh Prince (Um Maluco no Pedaço), mas também canta, dança e cativa o espectador ao interpretar o famoso Gênio Azul, eternamente marcado na animação, por Robin Williams.

É divertidíssimo a forma como a Disney e Guy Ritchie conseguiram ser fiéis às brincadeiras do gênio na animação e ainda sim inovar ao fazer um verdadeiros show de efeitos visuais, mas o que brilha mesmo no filme e fecha essa incrível obra são as músicas, que, na minha opinião, são o ponto forte do filme. As danças e coreografias além de terem o padrão e qualidade Disney, acrescentam também o toque cômico de Will Smith, com a vontade de cantar junto as músicas que cantávamos quando crianças!

Confira o trailer:

Colaboração: Thais Coronado

Comentários:
Aguardem novas promoções

novidades em breve

[Veja mais]

NOME
E-MAIL
BANDA
MÚSICA
 
  • 01.   CPM 22 - Perdas

    02.   Nx Zero - Modo Avião

    03.   Scalene - Surreal

    04.   Fly - Cabelo de Algodão

    05.   Tiago Iorc - Dia Especial

    06.   Luan Santana - Escreve aí

    07.   Banda do Mar - Mais Ninguém

    08.   Efelix - Segundo Plano

    09.   Against the Current - Talk

    10.   Supercombo - Piloto Automático

    11.   Scambo - Roda Gigante

    12.   Foo Fighters - Something From Nothing

    13.   Scracho - Divina Comédia

    14.   Versalle - Verde Mansidão

    15.   Mc Biel - Pimenta

    16.   Instinto - Agradeço ao Rock N' Roll

    17.   Paramore - Last Hope

    18.   Violetta - Euforia

    19.   Theodor - Adeus

    20.   Urbana Legion - Tempo Perdido

107HC, HCNOAR, direitos de imagem, audiovisual, idealização são todos reservados para Rede HCNOAR Produções