EDP Live Bands Brasil foi uma loucura e houve grandes surpresas e bate papo com o ator Ricardo Pereira e bandas que participaram da final. Confiram!

25. maio 2018 19:10 | Texto por Rene Paraiso

Recentemente, fiz um rolê incrível, meu segundo aqui no site, o concurso EDP Live Bands Brasil, no bar Bourbon Street , na Rua do Chanés - 127, Moema São Paulo na qual consiste oito bandas concorrendo um contrato com a gravadora Sony Music, prêmio incrível né? Além disso a banda irá se apresentarem Portugal, no festival Nos Alive. Para aqueles quem não sabem do que eu estou falando, já irei explicar, esse concurso que está acontecendo no Brasil, tem um companhia da EDP lá de Portugal, afim de dar chances de novas bandas idenpendentes no Brasil. Sei que já faz um tempinho, mas nunca tinha feito matéria longa ahah aí já viu né! Mas finalmente saiu!

E a HCNOAR fomos lá entrevistar as bandas participantes e ver que seria a ganhadora desse concurso! Novamente o concurso teve como jurado, o ator português Ricardo Pereira, que faz o vilão "Vírgilio", na novela "Deus Salve o Rei"/TV Globo.  A gente que não é bobo chegou já batendo papo papo com o próprio. 

 Entrevista com ator Ricardo Pereira (jurado)

HCNOAR:  Qual a sua relação com o Rock e banda pessoalmente?

RP: Olha, desde sempre tive relação com a música e nasceu comigo, meu pai, com Pink Floyd. Depois me apaixonei por Pearl Jam, tudo mais alguma coisa que tenha música, no dia a dia, sempre.

HCNOAR: Você gosta de alguma banda nacional?

RP: Várias, qualquer música brasileira e música portuguesa, não tento escutar só uma, vou do Rock, MPB.Realmente música tem haver com bem estar do meu dia a dia, eu vou na gravação escutando música no caminho, entro no carro, vou escutando me concentrando, escutando música e me preparo, uma música faço uma playlist pra cada personagem que faço.

HCNOAR: Qual é a playlist para o Virgilio?

RP: Fui pegar toda trilha sonora dos Vinkings, e fui pegar um cantor, um artista muito bom que meu preparador, me deu e acho muito instrumental.

HCNOAR: Falando do Virgilio, o que mais trouxe pra você quando ta fazendo essa novela de diferentes de outras?

RP: Tudo que tira da zona de conforto é bom na vida. Hoje a gente ter uma galera que ta saindo da zona de conforto, muita gente da região de São Paulo, gente de outro lugar, dentro público, expor, criar uma coisa autoral e se mostrar, quem sabe carimbar o passaporte pra ir grande festival mundial, cara tudo é pro artista,aquilo que motiva, ti obriga criar e sair da zona de conforto é maravilhoso e o virgilio ta fazendo isso exatamente, procurando, cutucando a me fazer crescer artisticamente e dando camada de personagem diferentes que permita viver um personagem intenso um vilão grande dessa nova série.

HCNOAR: Se fosse escolher uma música pro Virgilio e Martha, qual seria?

RP: Tem uma música muito bacana de uma artista portuguesa, chama Sara Tavares, e a música chamada "Ponto de Luz".

Logo após dessa bela entrevista com o Ricardo Pereira, fomos entrevistar algumas das participantes do concurso desse ano, como Dkukas, Bibiana Petek, Jamirulus e a vencedora da edição passada que é a Banda Gelpi, que foi somente para se apresentar na EDP, confira ae como foi!  

Entrevista com Bibiana Petek

Bibiana deu seus primeiros passos no violino e música clássica já na infância. Aos 20 anos, lançou o seu primeiro álbum autoral, "Dengo" com dois shows em londres, em 2014. Em 2014, Bibiana foi escolhida nacionalmente como uma das jovens cantoras promissoras do Brasil no Prêmio Dezzer-ABMI de Novos Talentos, no Rio de Janeiro. Em 2015, foi indicada, pelo álbum "dengo", ao prêmio açoriano música na categoria revelação. Ou seja pessoal ela não é fraca não!!!

HCNOAR: Qual é o ritmo que você atua no cenário musical?

BP: A gente tem influência muito forte de bandas brasileiras dos anos setenta e oitenta, de música instrumental tipo Azimuth, Cor do Som, Tim Maia. Mas é bem calcadona música brasileirissima no groove, a gente vai tocar samba e tal e porque a gente que pra ser rock and roll, você não precisa tocar rock and roll né?

HCNOAR: Pois é né, o Rock é atitude...

BP: Exatamente, então a gente vem com essa influências bem fortes, tem apreço bem grande, um carinho pela música brasileira e é mais ou menos nessa onda

 Bibiana Petek (Vocalista e Guitarrista), Lukas Porto Olivo (Baterista), Bruno Diogo Vargas (Baixista), Gabriel Gorski (Guitarrista) e

Lucas Brunnet (Tecladista)

HCNOAR: Entendi, me fala como o amor a música para você?

BP: Então, até que toco desde criança assim, eu estudasse violino na verdade, ai na adolescência era um instrumento que não dialogava tanto do jeito que eu queria com a galerinha eu não conseguia, tipo roda de violão pra lá, roda de violão pra cá, e comecei a tocar violão, tocar guitarra, tocar baixo e sempre gostei muito de música brasileira Tom Jobim, Vinicius de Moraes. Esses caras tipos de músicas que o violão é muito presente, e fui pra faculdade sempre toco um outros projetos em Porto Alegre no Rio Grande do Sul. Comecei a estudar gravação também no final da adolescência, hoje eu trabalho no estúdio de gravação na verdade e tenho disco autoral entre uma das coisas, é a história da cauda longa, minha geração não é uma geração que fica esperando o telefonema tocar pra fazer as coisas.

HCNOAR: Exatamente, se fosse pra você escolher um clipe que representa-se vocês assim na história da música no caso tinha feito, qual seria?

BP: Noooooossa, que pergunta difÍcil mano, cara, é que agora me lembrei assim que é uma coisa antiga que eu admirava muito no Gado Novo do Zé Ramalho, é uma das primeiras coisas que me lembro, e meu como os caras faziam isso a trinta anos atrás e com pouquissima estrutura de recurso e o negócio fala demais, então acho que seria isso.  

Entrevista com a Banda Dkukas

Dkukas uma banda do norte do Brasil para o mundo. Fundada no dia 28 de Maio de 2015, formada por Maelson Adah, Vocal e Violão, Ellô Moura, Cajone percussão, e Lara Kell, Vocal e Backvocall. Dkukasé um projeto original, de punho musical, estilo Indie Rock, banda ac´su, vox violão cajon

HCNOAR; Como  está a sensação de está participando do  na EDP Live Bands? 

BD: Então é uma banda jovem, ainda tem três anos, eu fico feliz porque percebe-seque está no caminho certo uma banda com três anos, hoje estamos sendo uma das finalistas da EDP, então assim preparamos pra que isso aconteça, então assim, isso é muito legal muito gratificante, porque estamos levando uma bandeira, na verdade, três bandeiras nacionais, Acre, Campo Grande e Rondonia.

HCNOAR: Qual é a influência de vocês para fazer esse ep que vocês lançaram? 

BD: Então, até o nome Dkukas, a nossa referência é The Kooks, The Strooks, então assim, gostamos muito dessa psicodélica, centralizada, então a gente pensou em fazer algo que no brasil que é um pouco ainda e tem pegado bastante que é esse ritmo Britânico. Voz, violão e Cajon. Nós deixamos a bateria de lado e optamos instrumento peruano que está bem alta que é o Cajon, e né agora para fechar com chave de ouro, colocamos um violinista estamos nessa levada, então acreditando nesse um violinista estamos nessa levada, então acreditando nesse sentido.

HCNOAR: A música e sentimento caminham juntos certo? Isso também reflete na banda em relação com a composição das músicas? 

BD: Então, na verdade na banda existem dois compositores Eu (Maelson) e a Larissa Kelen, então assim, a gente sempre colocamos um sentimento de vida um livro que a gente leu, algo que achamos verdade que poderia ser colocada em uma música, então, o sentimento fala em primeiro lugar com certeza.

 Gleisson Ferreira (Violinista) , Elloise Santos (Cajon), Larissa Silva (Voz) e

Maelson Cardoso (Voz e violão)

HCNOAR: Agora uma pergunta descontraída para vocês, qual prato vocês mais querem depois de chegar de um show? 

LS: "Como eu gosto muito de hambúrguer é uma comida muito gordurosa, mas assim principalmente na hora dos shows  principalmente eu que gosto muito mais de doce de sorvete, coisa mais doce, mas na hora do salgado, curto muito um hambúrguer, mais gostosa para sustentar, é muito boa e saborosa."

MC: "Bom, como estou três anos longe de casa, a comida Acreana tem muito requintes da comida nordestina, eu sinto muita saudades do Kibie de Arroz e o famoso Vatapá".

ES: "Eu também sou do Rio Branco tem essa cara nordestina primeiro que vem na minha cabeça, depois do show é o Vatapá o prato principal".

GF: "Meu prato favorito é o Strogonoff, mas quando eu chego em casa eu como tudo o que tiver pela frente HAHAHAHAAH.

Bruno Moura (Voz), Guilherme Boccalini (Bateria), Leandro Boccalini (Contrabaixo), Philip Schrijnemaekers (guitarra)  

Entrevista com a Banda Jamirulus

Jamirulus a a energia do pop, o peso do rock e o groove do funk. Essa frase define a banda de rock paulistana Jamirulus. A banda já abriu shows de bandas famosas como: Paramalas do Suceso, Capital Inicial, Fresno, NXZero, Strike, Tijuana. 

HCNOAR: Como começaram a relação de vocês com a música? Isso já vem do berço, ou isso vem com o tempo ouvindo vários albúns? Como foi? 

BJ: Olha, todo mundo aqui começou na música desde muito cedo, comecei com quatro anos, outro com oito, doze e treze anos. E daí não paramos mais, a gente tomou gosto pelo estudo começamos estudando, tocando rock and roll cada vez mais. Isso iria aflorando dentro da gente com sentimento de: 'cara eu quero viver de música', e esse é o nosso ojetivos maior que é viver da música, e que está nesse festival é uma prova disso. 

HCNOAR: Já que você deu a  deixa do festival, como está a sensação de estar participando desse festival?

BJ: Só de estar aqui no EDP, é uma grande vitória pra todo mundo é uma conquista pra todos nós né? O coração fica a ali que todo mundo quer ganhar um prêmio muito legal, mas estou como nós, todas as bandas fizeram a lição de casa e ficamos tranquilos que fizemos nossa parte. E vamos ver o que os jurados tem a dizer. 

HCNOAR: De onde veio o nome Jamirulus? 

BJ: É a pergunta que mais respondemos ultimamente isso é brincadeira, desde de pequenos, a gente tirava sarro das pessoas, não passava de brincadeira claro, mas era ok, vai não era nada demais, e ao invés de a gente xingar, a gente falava 'nossa esse cara é super jamirulu'' e ai não tinhamos nome  pra colocar na banda na hora do festival deda escola, colocamos esse nome aí, que está tudo certo hoje ai que está tudo bem. Se trata de uma brincadeira, e como toda brincadeira gera um divertimento, a gente trocamos o que faz a gente se divertir com isso, então todos somos Jamirulus.

HCNOAR: Sobre o novo clipe que vocês fizeram conte como foi os bastidores, de onde vieram essa inspiração de vocês? 

O clipe surgiu de uma ideia de interagir com as pessoas na verdade, foi o primeiro clipe que a gente foi pra valer, a gente interagir com as pessoas fora da banda, pra participar, mostra se o cara, escrevesse uma mensagem legal o que você deseja para o ano de 2018, trocar essa ideia diretamente foi muito legal valeu mesmo a pena.

Boliva Alves Gelpi (Voz e Violão),Pedro Alves Gelpi (Voz, Violão e Banjo), Laura Alves Gelpi (Voz e Teclado), Erk Banach Feller (Baixo) ,

Fernando Pellegrini (bateria), Lucas Alcade Varisco (Guitarra e Bandolin).

Entrevista com a Banda Gelpi

Gelpi A banda de Porto Alegre foi a grande vencedora o EDP Live Bands 2017 e foi para Portugal onde se apresentou Festival NOS Alive'17 e está gravando o disco com a Sony Music. A banda tem como referências Mumford and Sons, Edward Sharp and the Magnetic Zeroes, Bob Dylan entre outros.

HCNOAR: Como está a sensação de está de volta para EDP, depois ter conquistado o concurso? 

BG: Hoje estamos mais tranquilos, sem a pressão de concorrer sobre o olhar dos jurados, mas foi uma expreiência incrível, diria que acarretou grandes mudanças pra nós no concurso e a gente agradece por essa oportunidade.

HCNOAR: O que fazem unir vocês e o rock? 

BG: Eu acho que a gente nasceu assim, nossa escola, nossas referências de todo nosso estilo de vida, remete ao Rock and Roll, aos derivados e hoje a gente busca, principalmente, aprender como pessoa se inserir na música, se inserir na música no cenário musical e o nosso lifestyle também.

HCNOAR: Qual música ou clipe musical, que remete algo muito forte no sentimentos de vocês que marcaram muito? 

BG: Acho que uma ds principais referências pra Gelpi. É a Monphed & Sons que é uma banda de Londres que toca folk, e foi por causa deles que a gente começou pra esse lado também, Monphed & Sons foi uma grande coisa pra nós a música Litle Lies do Monphed & Sons foi uma das primeiras que tirou junto, começamos a tocar como Gelpis, assim como banda foi uma das bandas, primeiras músicas que a gente escolheu assim né.

HCNOAR: Como vocês vieram parar no mundo da música?

BG: Acho que foi uma coisa automática, porque a gente sempre gostou muito, a banda é feita de três irmãos a gente procurou nesse mês, aproximar de pessoas nessa convivência parecida com a nossa gente e todos e todos os meninos, toda galera sempre teve isso no coração, e não apenas alguns acordes.

 

 Durante o concurso apresentaram, Banda Codinome Winchester, Bibiana Petek, Bullet Sound, Jamirulus, Dkukas, Código de Conduta, Madame Lulu, E Cabelera. A aconteceu uma coisa inesperada desse concurso, lembram que eu falei que a banda vencedora desse concurso irá para Portugal? Então irão DUAS BANDAS, além de Banda Bullet Sound, irá a Bibiana Petek pela sua grande atuação em cima dos palcos. 

Para você que curtiu esse concurso e quer inscrever a sua banda ou a do companheiro, ou a do seu amigo, você pode ficar atento no site da EDP que irá ocorrer próxima  edição noa no que vem! 

Banda Sound Bullet: Guilherme Gonzales (Voz e Guitarra), Frederico Mattos (Voz e Baixo, Pedro Santos (Bateria), Henrique Francisco Souza (Guitarra e Synth), Rodrigo Tak-Ming (Guitarra).

Foto do Ator Ricardo Pereira e Bibina Petek por: Renê Paraiso - HCNOAR Produções

Fotos da banda Sound Bullet, Bibiana Petek, jamirulus, Banda Gelpi e Dkukas por:  Thiago Trigueiro 

Colaboração: Ricardo Nóbrega  

Comentários:
Aguardem novas promoções

novidades em breve

[Veja mais]

NOME
E-MAIL
BANDA
MÚSICA
 
  • 01.   CPM 22 - Perdas

    02.   Nx Zero - Modo Avião

    03.   Scalene - Surreal

    04.   Fly - Cabelo de Algodão

    05.   Tiago Iorc - Dia Especial

    06.   Luan Santana - Escreve aí

    07.   Banda do Mar - Mais Ninguém

    08.   Efelix - Segundo Plano

    09.   Against the Current - Talk

    10.   Supercombo - Piloto Automático

    11.   Scambo - Roda Gigante

    12.   Foo Fighters - Something From Nothing

    13.   Scracho - Divina Comédia

    14.   Versalle - Verde Mansidão

    15.   Mc Biel - Pimenta

    16.   Instinto - Agradeço ao Rock N' Roll

    17.   Paramore - Last Hope

    18.   Violetta - Euforia

    19.   Theodor - Adeus

    20.   Urbana Legion - Tempo Perdido

107HC, HCNOAR, direitos de imagem, audiovisual, idealização são todos reservados para Rede HCNOAR Produções