Crítica – IT A COISA: Gêneros distintos se misturam em uma combinação perfeita na volta desse clássico do terror. Descubra quais são seus medos!

6. setembro 2017 23:06 | Texto por Gustavo Crispa

Meu maior medo em relação a nova adaptação de “IT- A Coisa” era me decepcionar, o filme sempre foi cercado de desconfiança e para um amante do livro e do gênero é assustador pensar que podem estragar uma obra que você tanto ama (indireta pra Netflix sim), mas após tanta expectativa finalmente pude ir assistir o filme, e após a sessão confesso que sai extremamente aliviado e ansioso (não darei spoilers sem avisar).

Podemos facilmente separar o filme em três atos, eles são claros e fácil de identificar então falarei de cada um deles. Logo de cara você verá uma amostra de angústia e medo, a sequência da cena do bueiro com primeira aparição de Pennywise é a primeira de muitas que reutilizam ângulos da primeira adaptação com o auxílio das novas tecnologias deixando tudo ainda mais bonito e assustador.

O primeiro ato é pura angustia e humor com pitadas de terror, é clara a preocupação do roteiro em usar da maneira correta esse incrível elenco infantil para que nos identificarmos com eles a ponto de criar empatia pelo auto proclamado “Clube dos Perdedores”, esse clube é liderado por Bill o irmão mais velho de George (sim a criança da capa de chuva amarelo) a primeira criança a desaparecer de uma série de desaparecimentos, Bill ainda de luto segue após vários meses investigando o sumiço de seu irmão, ele arrasta seus amigos e ao longo do filme ganha novos e importantes membros do grupo, cada criança tem sua personalidade, drama pessoal e medo que fazem eles criarem um verdadeiros laços! Em meio a dramas pesados como depressão, luto e abuso o filme consegue criar momentos de humor pontuais, arrancando risadas e deixando você ainda mais preocupado com o destino dessas crianças. Ai você já deve estar pensando “ué mas o filme não é de terror? Cadê o terror? ”, bom posso dizer que o medo sempre está presente e os momentos de terror chegam a ser extremos, principalmente quando um certo palhaço surge do nada! Sim, temos um grande mix de humor e drama presentes dentro de um filme de terror de maneira ousada, mas que funciona perfeitamente. 

Já o segundo ato é drama e terror com pitadas de humor, começamos a presenciar ligações e sequencias de terror mais psicóticas, podemos ver o desenvolvimento dos personagens e uma maior aprofundada nos dramas de cada criança, é um ato importante, mas que em alguns momentos se torna cansativo fazendo você até questionar o caminho do filme. Mas o terceiro ato corrige isso de maneira rápida e certeira, para não perder a sequência eu digo que o terceiro ato é o equilibro entre terror, drama e humor, tudo que foi desenvolvido e mostrado ao longo do filme se mostra essencial nos momentos finais do filme, a essa altura já temos pavor por Pennywise e aprendemos a ficar em alerta ou pelo menos tentar, o filme lida com partes do livro de Stephen King ao pé da letra e se você o leu vai ficar feliz e surpreso com o final,  

 

Por fim “IT – A Coisa” sem dúvidas conseguiu superar as minhas expectativas, é um filme de terror incrivelmente saudosista que te leva para 1984 entregando um visual bonito e abusando de variados tipos de terror, desde o psicológico e angustiante ao susto aleatório, temos um roteiro bem trabalhado onde tudo é aproveitado de alguma maneira, se não nesse mas no próximo! Sim meus amigos comemorem comigo, o filme já tem sequência confirmada e pela primeira vez a segunda parte do livro de Stephen King ganhará uma adaptação, essa confirmação é praticamente jogado na nossa cara ao final do filme fazendo você sair de sessão com a cabeça no futuro, 33 anos que devem passar para a gente como 2 já que essa sequência deve ser lançado apenas no final de 2019, chutando alto claro. Novamente devo citar a maneira incrível que o roteiro adiciona humor e drama no filme, é uma mistura de gêneros que falando pode parecer ridículo, mas na prática funcionou perfeitamente, e é claro devo falar do nosso assustador palhaço do mal Pennywise, com uma presença tão forte quanto o original o ator entrega uma personagem assustador e marcante, o Halloween sem dúvidas ganhou mais uma opção de fantasia e tenho certeza que veremos muitos palhaços esse ano. Um dos melhores filmes de terror do ano “IT – A Coisa - Capítulo 1” deve se consolidar entre os favoritos de muitos e é uma opção obrigatória para os amantes do gênero, esse é o filme onde o verdadeiro protagonista é o medo.

Observação: Tem medo de palhaço? Evite esse filme se deseja dormir!

Comentários:
Aguardem novas promoções

novidades em breve

[Veja mais]

NOME
E-MAIL
BANDA
MÚSICA
 
  • 01.   CPM 22 - Perdas

    02.   Nx Zero - Modo Avião

    03.   Scalene - Surreal

    04.   Fly - Cabelo de Algodão

    05.   Tiago Iorc - Dia Especial

    06.   Luan Santana - Escreve aí

    07.   Banda do Mar - Mais Ninguém

    08.   Efelix - Segundo Plano

    09.   Against the Current - Talk

    10.   Supercombo - Piloto Automático

    11.   Scambo - Roda Gigante

    12.   Foo Fighters - Something From Nothing

    13.   Scracho - Divina Comédia

    14.   Versalle - Verde Mansidão

    15.   Mc Biel - Pimenta

    16.   Instinto - Agradeço ao Rock N' Roll

    17.   Paramore - Last Hope

    18.   Violetta - Euforia

    19.   Theodor - Adeus

    20.   Urbana Legion - Tempo Perdido

107HC, HCNOAR, direitos de imagem, audiovisual, idealização são todos reservados para Rede HCNOAR Produções