Primeiro Electric Zoo Brasil é castigado por forte chuva, mas compensa tudo na boa música! Veja só o que rolou!

24. abril 2017 23:47 | Texto por Thiago Neres

São Pedro não estava pra bate papo na ultima sexta-feira, 21 de abril. Com trovoadas e muita, muita água, a chuva castigou o Autódromo de Interlagos e dificultou muito a vida dos grandes fãs de música eletrônica que foram até o monumento do automobilismo mundial para pular e curtir o melhor da música eletrônica na primeiríssima edição do Electric Zoo Brasil, festival mundialmente famoso.

Com três palcos cheios de gente e mais de 20 mil pessoas lotando as dependências do autódromo, o primeiro Zoo brazuca apostou tudo em Dj's com set's avassaladores. Apoiando-se muito na qualidade do cenário nacional de música eletrônica, os baladeiros foram realmente embalados por uma galera da pesada, como Hardwell, Vintage Culture, Dazzo, Christian Liu, Hot Bullet, Dubdogz, Malik Mustache, Illusionize, H3HAB e Soldera.

Passando do mainstream ao underground, o festival contou com os palcos King Cobra, Awakenings Stage e Tree House Stage, passando por todos os subgêneros da música eletrônica e agradando a gregos e troianos.

Devido a forte chuva, nós acabamos ficando concentrados mais o palco principal, o King Cobra, onde descobrimos que nem todo mundo estava tendo qualquer tipo te problema com a chuva, lama ou pedras no chão de Interlagos. A maior parte do público se concentrava na frente do gigantesco palco em formato de serpente, chegando a 50 metros de altura. Dele, vinha o melhor da música mainstream, acompanhando de luzes psicodélicas, labaredas de fogo, fumaça, confete e fogos de artifício. 

Muitos Djs passaram pelo palco, mas os maiores destaques ficaram para o brazuca Vintage Culture, com um set alucinante que mostrou o melhor que o brasileiro sabe fazer, além das pedradas dos Holandeses R3HAB e o headline da noite, Hardwell.

Apesar da boa música compensando, a chuva sem duvida dificultou o planejamento e o deslocamento do público dentro do evento. Muita lama e pedras pontiagudas no chão do Autódromo tornavam difícil a locomoção entre um palco e outro. Qualquer um que não tivesse um tênis de sola grossa teria problemas de andar entre um palco e outro, além de toda a caminhada exigida para finalmente entrar no evento após entrar no autódromo.

Mas no que se resume a música, a expectativa para o show do Hardwell era a mais alta possível. Ele era de longe o DJ mais famoso da noite, e tem algumas tracks em seu set que são feitas com bases de músicas brasileiras como "baile de favela", tamanha a identificação dele com o público tupiniquim. No fim, o DJ não decepcionou. Trouxe suas músicas mais clássicas junto as "brasileiras" e  fechou a noite com chave de ouro, coroando de uma vez por todas a constelação de DJ's que se apresentaram em Interlagos.

Colaboração: Soraya Souza  

Todas as fotos publicadas são de Divulgação

Comentários:
Aguardem novas promoções

novidades em breve

[Veja mais]

NOME
E-MAIL
BANDA
MÚSICA
 
  • 01.   CPM 22 - Perdas

    02.   Nx Zero - Modo Avião

    03.   Scalene - Surreal

    04.   Fly - Cabelo de Algodão

    05.   Tiago Iorc - Dia Especial

    06.   Luan Santana - Escreve aí

    07.   Banda do Mar - Mais Ninguém

    08.   Efelix - Segundo Plano

    09.   Against the Current - Talk

    10.   Supercombo - Piloto Automático

    11.   Scambo - Roda Gigante

    12.   Foo Fighters - Something From Nothing

    13.   Scracho - Divina Comédia

    14.   Versalle - Verde Mansidão

    15.   Mc Biel - Pimenta

    16.   Instinto - Agradeço ao Rock N' Roll

    17.   Paramore - Last Hope

    18.   Violetta - Euforia

    19.   Theodor - Adeus

    20.   Urbana Legion - Tempo Perdido

107HC, HCNOAR, direitos de imagem, audiovisual, idealização são todos reservados para Rede HCNOAR Produções