Crítica: Lego Batman– O Filme é diversão garantida para todas as idades e ainda agrada os fãs mais aficionados do homem-morcego. Confira!

6. fevereiro 2017 12:00 | Texto por Joao Felipe Marques

Quando algo se torna extramente popular entre o público, surgem as paródias… Em épocas passadas, paródias surgiam aos montes em formatos questionáveis que acabavam se tornando ultrapassados conforme o tema saía de moda, mas este não é caso dos filmes Lego.

Depois do sucesso estrondoso de “Uma Aventura Lego”, a galera percebeu que ver os seus personagens favoritos em situações estranhas poderia funcionar muito bem sob a justificativa de que tudo não se passava de uma grande brincadeira com bonequinhos de plástico.

Essa meta-linguagem que foi tão bem explorada no primeiro filme agora retorna com mais força e foco em “Lego Batman – O filme”. Um dos mais populares personagens da cultura pop moderna, o Batman já foi retratado de diversas formas dramáticas e/ou caricatas ao longo do tempo, e este novo filme sabe tirar proveito de todas essas encarnações.

Repleto de estar-eggs e referências para todos os gostos, Lego Batman – O filme traz novamente essa sensação confortável de que tudo não passa de uma grande brincadeira, e assim, os limites podem ser jogados para fora da janela com vontade. Logo nos primeiros dez minutos do filme, você já consegue imaginar tudo aquilo se passando no tapete da sua casa de infância.

Mérito do roteiro, a história acaba englobando muito bem aspectos fora do universo da DC Comics, fazendo com que o filme possa ser aproveitado pelo público geral, ao invés de se focar em agradar os fãs de um nicho geek específico (mas sem deixá-los de lado, o que consiste uma missão muito difícil).

Com ritmo frenético e cores vibrantes por todo lado, o filme continua utilizando muito bem todas as saídas narrativas que personagens feitos de Lego têm a oferecer, gerando alguns momentos cômicos que nenhuma outra franquia seria capaz de reproduzir.

Entre tantos aspectos positivos, Lego Batman não possui uma história tão envolvente ou bem estruturada como em “Uma Aventura Lego”. Focado em um ambiente mais específico, o filme acaba enfrentando problemas com seu tom, onde muitas vezes parece ser um filme direcionado para crianças, mas seu fator “nostalgia” e diversas piadas internas podem alienar os espectadores mais novos.

Diversão garantida, Lego Batman – O filme mata a saudade de todos os fãs de HQs e os agrada como um delicioso bolo confeitado de referências. Se quer se divertir, dar risada e tirar um pouco de sarro da nossa atual “moda” dos super-heróis, o filme vale o seu ingresso para assistir toda essa loucura no cinema. 

Comentários:
Aguardem novas promoções

novidades em breve

[Veja mais]

NOME
E-MAIL
BANDA
MÚSICA
 
  • 01.   CPM 22 - Perdas

    02.   Nx Zero - Modo Avião

    03.   Scalene - Surreal

    04.   Fly - Cabelo de Algodão

    05.   Tiago Iorc - Dia Especial

    06.   Luan Santana - Escreve aí

    07.   Banda do Mar - Mais Ninguém

    08.   Efelix - Segundo Plano

    09.   Against the Current - Talk

    10.   Supercombo - Piloto Automático

    11.   Scambo - Roda Gigante

    12.   Foo Fighters - Something From Nothing

    13.   Scracho - Divina Comédia

    14.   Versalle - Verde Mansidão

    15.   Mc Biel - Pimenta

    16.   Instinto - Agradeço ao Rock N' Roll

    17.   Paramore - Last Hope

    18.   Violetta - Euforia

    19.   Theodor - Adeus

    20.   Urbana Legion - Tempo Perdido

107HC, HCNOAR, direitos de imagem, audiovisual, idealização são todos reservados para Rede HCNOAR Produções