A sua balada corre o risco de fechar mais cedo.Confira a matéria e fique por dentro.

29. setembro 2016 13:19 | Texto por Telma dos Santos



São Paulo, a terceira maior cidade do mundo, simplesmente não para em nenhum momento e é claro que a noite não poderia ser diferente. A vida noturna está entre os maiores atrativos da cidade, quando as portas do trabalho se fecham as da diversão abrem imediatamente.

Sampa e sua vida noturna é tão grande e tão glamourosa que eu me arrisco a dizer que pode agradar á todos, com músicas variadas, pessoas de todo o mundo com a finalidade de se divertirem. 

Bairros tradicionais como Vila Olímpia, Itaim Bibi,Moema, Augusta, Pinheiros, Vila Madalena, Paulista entre outros é só um aperitivo para a diversão, esses bairros são totalmente descolados, público super variado, boa comida e boa bebida. O que não pode deixar de ter de jeito nenhum é a boa música, como sabemos os comércios pelas redondezas das baladas ficam abertos na madrugada, porém há um projeto de lei sobre o possível fim do funcionamento do comércio e serviço livremente e da permissão até ás 22h ou 24h.

Não podemos deixar de citar o Pancadão, que é o que incomoda a maioria das pessoas, tornando-se um desafio para a prefeitura que seria criar novas oportunidades nas periferias, sendo os jovens principais beneficiados.Se essa lei deverá vigorar ou não, ainda não sabemos, o que sabemos é que pessoas podem ser prejudicadas nesse processo, como as que trabalham na noite, que tem sua primeira experiência desde a matinê, seja de garçon, atendente, barman, djs, e afins. É um projeto que envolve muitas coisas e pessoas, que deve ser bem estudado e trabalhado e que corre o risco de voltar caso os vereadores mais conservadores sejam eleitos.

E para evitar este problema, conversamos com o DJ André Pomba  que é candidato a vereador do PV, que tem como meta impedir que isto aconteça, além de defender a minoria, principalmente a LGBT. Confira como foi a entrevista no qual ele coloca seu ponto de vista sobre a ¨lei¨.

HCNOAR:  Você trabalha na noite por anos, caso uma lei dessa que a “família tradicional brasileira” quis impôr na câmera municipal, quais seriam os impactos no setor?
 
André: Em 1999, uma lei do vereador Jooji Hato (PMDB) tentou impor um limite para o funcionamento de casas noturnas. Como gerou muita polêmica, os vereadores entraram em acordo e  lei ficou restrita a bares sem isolamento acústico. Porém com o recrudescimento dos conservadores, pressão de moradores nos CONSEGS (conselhos de segurança dos bairros) e o aumento da bancada evangélica, o próximo passo vai ser limitar o funcionamento de casas noturnas e tentar restringir ainda locais que casas noturnas possam ser instaladas.
 
 
HCNOAR: Por que você acha importante ter uma noite (baladas, festas, bares, teatros, cinemas,  etc)  24 horas e livre para seu funcionamento?
 
André: A noite de São Paulo é a nossa praia e gera muitas divisas para a cidade, inclusive em turismo. O grande problema hoje em dia não são os empreendimentos noturnos e sim a venda de bebidas alcoólicas vencidas e batizadas por ambulantes nas ruas, que gera muito lixo, barulho, brigas e isso incomoda os vizinhos. Basta estabelecermos diálogo e regras claras que tudo pode ser resolvido a contento. 


HCNOAR: Você se candidatou a vereador pelo PV, caso eleito e venha novamente esse projeto ser colocado em votação como faria para tentar impedir a sua aprovação?

André: Estou na noite há 30 anos, para mim será muito fácil mobilizar DJs, drags, promoters, empresários e frequentadores para fazer pressão contra esse tipo de aprovação. Tem minhas propostas para a noite em www.andrepombapv.com.br.
 
HCNOAR: A noite ainda é gueto para as minorias por isso também seria importante manter o horário e do incomodo para os conservadores?
 
André: Não podemos negar que existem bares e casas noturnas que funcionam de forma irregular e sem isolamento acústico e isso prejudica quem busca fazer tudo certinho e dentro da lei. Não queremos uma noite sem regras e sim que reconheça a economia criativa como motor do desenvolvimento da cidade.

Agora vamos torcer para que nossas baladas de cada noite não acabem cedo, afinal diversão não tem hora para acabar não é mesmo?. 

 
Comentários:
Aguardem novas promoções

novidades em breve

[Veja mais]

NOME
E-MAIL
BANDA
MÚSICA
 
  • 01.   CPM 22 - Perdas

    02.   Nx Zero - Modo Avião

    03.   Scalene - Surreal

    04.   Fly - Cabelo de Algodão

    05.   Tiago Iorc - Dia Especial

    06.   Luan Santana - Escreve aí

    07.   Banda do Mar - Mais Ninguém

    08.   Efelix - Segundo Plano

    09.   Against the Current - Talk

    10.   Supercombo - Piloto Automático

    11.   Scambo - Roda Gigante

    12.   Foo Fighters - Something From Nothing

    13.   Scracho - Divina Comédia

    14.   Versalle - Verde Mansidão

    15.   Mc Biel - Pimenta

    16.   Instinto - Agradeço ao Rock N' Roll

    17.   Paramore - Last Hope

    18.   Violetta - Euforia

    19.   Theodor - Adeus

    20.   Urbana Legion - Tempo Perdido

107HC, HCNOAR, direitos de imagem, audiovisual, idealização são todos reservados para Rede HCNOAR Produções