O Found Footage "A Forca" te causará muita tensão e fará você suspeitar da presença de Charlie na sala de cinema. Confira!

25. julho 2015 01:35 | Texto por Pietro Silva

Charlie Grimille foi um adolescente que morreu acidentalmente enforcado durante uma peça de teatro escolar, em 1993, e você provavelmente o chamou pelas últimas semanas, isso porque a lenda urbana de Charlie é o tema central do filme "A Forca" (The Gallows), que foi genialmente divulgado por uma brincadeira simples: Dois lápis e uma pergunta "Charlie Charlie, are you here?", e começa o desespero.

No filme, vinte anos depois do acidente, o desagradável Ryan Shoos (os atores emprestaram seus nomes reais aos personagens) é um aluno da mesma escola de Charlie. Com câmera na mão, este caçador de nerds sexista ridiculariza seu melhor amigo Reese Mishler por atuar na nova produção teatral da escola, a mesma em que o jovem morreu duas décadas antes. É de Ryan a (péssima) ideia de destruir o cenário da peça na véspera da apresentação. Alega que, assim, Reese não passaria vergonha, lógica aceita pelo colega. O plano é simples: invadem a escola à noite e desmontam tudo, com a ajuda da namorada Cassidy Gifford, que se junta à dupla. Ao chegar lá, no entanto, se deparam com a atriz principal Pfeifer Brown e, ainda, se veem trancados na escola, sem sinal de celular. Fica claro também que não estão sozinhos, quando Charlie aparece para fazer uma visita.

O desespero se desenrola à partir daí, esses quatro jovens andam e perambulam pelo teatro do colégio procurando uma saída, o tempo passa, a agonia aumenta, e o Charlie se faz cada vez mais presente. Tudo é registrado pelas câmeras e celulares, o que faz com que a tensão seja maior, e os sustos inevitáveis. Em largos minutos, o Charlie promete te deixar duro na cadeira do cinema, e fazer com que você pense duas vezes antes de levantar pra ir embora...

Uma curiosidade interessante é que durante a gravação da cena em que Charlie morre enforcado (fato que serve de mote para toda a história) os produtores deram um jeito de enganar os figurantes e surpreendê-los, matando o personagem antes da hora combinada no roteiro. Os gritos e expressões de surpresa que aparecem na versão finalizada do filme são reais: a maior parte das pessoas do set realmente não sabia que Charlie morreria daquele jeito, naquela hora. Isso inclui o ator que interpreta Charlie. Efeitos sonoros "naturais" do set, como o ruído do ar condicionado, também pegaram a equipe de surpresa. E, é claro, todos esses elementos entraram na versão final. A equipe do filme garante, inclusive, que "fenômenos estranhos" aconteceram durante a filmagem, como barulho de corrente em lugares vazios do set.

Na sala de cinema não é diferente, muitas coisas estranhas podem acontecer, e só há uma maneira de descobrir se o Charlie está presente ou não...

Vão encarar?

Confira quem esteve na pré estreia do filme aqui

TV BLOG HCNOAR, conversou com Julio Cocielo e outrou youtubers na pré estréia, assista aqui

Comentários:
Aguardem novas promoções

novidades em breve

[Veja mais]

NOME
E-MAIL
BANDA
MÚSICA
 
  • 01.   CPM 22 - Perdas

    02.   Nx Zero - Modo Avião

    03.   Scalene - Surreal

    04.   Fly - Cabelo de Algodão

    05.   Tiago Iorc - Dia Especial

    06.   Luan Santana - Escreve aí

    07.   Banda do Mar - Mais Ninguém

    08.   Efelix - Segundo Plano

    09.   Against the Current - Talk

    10.   Supercombo - Piloto Automático

    11.   Scambo - Roda Gigante

    12.   Foo Fighters - Something From Nothing

    13.   Scracho - Divina Comédia

    14.   Versalle - Verde Mansidão

    15.   Mc Biel - Pimenta

    16.   Instinto - Agradeço ao Rock N' Roll

    17.   Paramore - Last Hope

    18.   Violetta - Euforia

    19.   Theodor - Adeus

    20.   Urbana Legion - Tempo Perdido

107HC, HCNOAR, direitos de imagem, audiovisual, idealização são todos reservados para Rede HCNOAR Produções