Com uma história que vai além das telonas, Annabelle conquista o público, quebra recordes, e eleva o gênero do medo no Brasil. Confira!

24. outubro 2014 13:13 | Texto por Pietro Silva

 

Eu duvido que vocês encontrem uma boneca com tanta história como essa, não adianta, nem a Barbie chega perto. Pra começar, resumirei a história de Annabelle pra vocês: Tudo começou lá em 1970, quando uma mãe comprou de presente pra sua filha uma linda “Raggedy Ann”, que nada mais é que uma boneca colecionável. Sua filha já era grandinha, estava quase se formando em enfermagem, e morava com uma amiga num apartamento pequenininho, ela amou a boneca, que ficava em cima da sua cama, pelo menos no começo né. Gradativamente a linda boneca foi se apresentando, no começo era quase imperceptível, ela apenas acordava numa posição, e dormia em outra, com o passar do tempo a moça saía e deixava a boneca em seu quarto, voltava, e lá estava a boneca de boa com as pernas cruzadas no sofá (digno, não?), dali um tempo, em papel de pergaminho, e com letras aparentemente de crianças, começaram a surgir mensagens do tipo “Ajude-nos” e “Ajude Lou” (eu ein), e o pior, nenhuma criança morava ali, e a moça não tinha papel de pergaminho em casa (eita pai), ou seja? Concluam. A partir daí médiuns foram chamados, amiguinhos foram mortos, os Warren (quem não conhece?) apareceram, e muita coisa aconteceu...

No filme (que acontece pré “Invocação do Mal”, onde Annabelle era possuída), chega-se a mostrar um pouco da história que acabei de lhes contar, mas de maneira bem rápida, porque o roteiro baseia-se em um casal que está prestes a ter uma filhinha, e adivinhem? Isso mesmo, eles compram uma linda boneca para aguardar a bebê, até que membros de uma seita invadem a casa, atacam o casal e Annabelle, que é possuída, e a partir daí, é só tensão! Um dos pontos principais que destaco no filme, é o de que a direção decidiu por deixar Annabelle como ela é (convenhamos que ela, parada, dá mais medo que muito filme por aí), utilizando apenas seus grandes olhos para mostrar seu lado diabólico, e não transformando-a numa boneca assassina (que sai caminhando por aí e tudo mais). Além disso, pra quem espera tomar sustos, Annabelle é um prato cheio (vamos falar da cena do elevador?), as cenas não são repletas de ação ou movimento, porém a trilha sonora é matadora, deixando qualquer um com a tensão lá em cima. 

Esse misto de história envolvente, com grandes sacadas de produção e direção, somado à curiosidade aguçada desta população não podia dar em outra né? Annabelle se tornou o filme de terror mais visto em sua estreia no Brasil, levando pouco mais de 555 mil pessoas ao cinema nos três primeiros dias, pois é, e não parou por aí, segue em primeiro nessas semanas seguintes, e já faturou mais de R$ 7 milhões (Uau).

Não seria pra menos né pessoal? Pra quem tem curiosidade, Annabelle passa bem viu, lembra que falei de Ed e Lorraine Warren lá em cima? Então, esses dois são os principais nomes quando tratamos de ocultismo, demonologia, mediunidade, enfim, e eles criaram o principal e único museu ocultista do mundo, numa parte de sua própria casa, e foram os últimos a viverem experiências com a boneca (chamados, inclusive, por aquela moça que ganhou a boneca da mamãe), e hoje, Annabelle se encontra numa caixa de vidro feita especialmente pra ela, nesse museu, e dizem que, se você tocar, estará amaldiçoado, e aí, encararia? (MUA HÁ HÁ HÁ)

Se você ainda não viu a fantástisca pegadinha do Silvio Santos com a boneca, confira agora:

Agora vou tirar uma soneca, com a máscara da AnnaBelle, quem topa dormir comigo está noite? 

Comentários:
Aguardem novas promoções

novidades em breve

[Veja mais]

NOME
E-MAIL
BANDA
MÚSICA
 
  • 01.   CPM 22 - Perdas

    02.   Nx Zero - Modo Avião

    03.   Scalene - Surreal

    04.   Fly - Cabelo de Algodão

    05.   Tiago Iorc - Dia Especial

    06.   Luan Santana - Escreve aí

    07.   Banda do Mar - Mais Ninguém

    08.   Efelix - Segundo Plano

    09.   Against the Current - Talk

    10.   Supercombo - Piloto Automático

    11.   Scambo - Roda Gigante

    12.   Foo Fighters - Something From Nothing

    13.   Scracho - Divina Comédia

    14.   Versalle - Verde Mansidão

    15.   Mc Biel - Pimenta

    16.   Instinto - Agradeço ao Rock N' Roll

    17.   Paramore - Last Hope

    18.   Violetta - Euforia

    19.   Theodor - Adeus

    20.   Urbana Legion - Tempo Perdido

107HC, HCNOAR, direitos de imagem, audiovisual, idealização são todos reservados para Rede HCNOAR Produções